Relatório interno de inovação do NYT vaza na internet

Um documento interno de 96 páginas mostra a preocupação do The New York Times com a concorrência dos veículos digitais, como Huffington Post, Business Insider e BuzzFeed. O jornal admite falha na batalha digital. Um dos pontos ressaltados é a dificuldade de mudança cultural em um ambiente no qual a redação ainda privilegia a Primeira Página do jornal impresso. O documento é um síntese da crise que a indústria de mídia vive na transição entre um modelo de negócio linear para um modelo descentralizado, baseado em muitas frentes.

Leia a íntegra: 

Innovation report 2014NYT Innovation Report 2014

O relatório lista recomendações para fortalecer o jornal na ‘era digital’ como analisar cenários com calma para traçar caminhos e usar experiências anteriores e dados para tomar decisões. Mas em dois pontos o texto foi bastante enfático, na necessidade de captação de talentos digitais e de focar em experiência do leitor. Há dois alentos para quem torce pelo bastião do jornalismo mundial: o sucesso no paywall permite estabilidade financeira para investir no digital e todas as pessoas ouvidas enfatizam os valores jornalísticos e a integridade que fazem do Times a maior instituição jornalística no mundo.

“Mas temos de evoluir, e rapidamente, para manter o status nas próximas décadas.”

O relatório traz sugestões de práticas que mudam a configuração da redação e aproximam a produção de conteúdo de áreas estratégicas como tecnologia, design, experiência do usuário, marketing, comercial e pesquisa. E, no final, eles admitem que produtos digitais, como o app Scoop e a homepage internacional, falharam em engajar os leitores. Outros links para o mesmo assunto: Jornal admite que está ficando para trás Report is one of the key documents of this media age