Otimismo e inovação em jornalismo online

Na capital mundial de música ao vivo, em Austin, no Texas, uma vez por ano se reúnem executivos de mídia, jornalistas e pesquisadores para discutir tendências em jornalismo digital. A cidade não foi escolhida pela qualidade das músicas tocadas no happy hour, mas por abrigar a Escola de Comunicação da Universidade do Texas, referência no mundo em pesquisa empírica de jornalismo.

Organizada pelo professor universitário e diretor do Centro Knight para Jornalismo nas Américas, o brasileiro Rosental Calmon Alves, a edição de 2011 do Simpósio Internacional de Jornalismo Online trouxe inovação não apenas nos temas, mas também na seleção de convidados. Entre os presentes, um dos principais destaques foi um profissional de Tecnologia da Informação, o Filipe Fortes, que desenvolveu um software para publicação de notícias em dispositivos móveis (smartphones e tablets). Para jornalistas, a aproximação com a tecnologia se mostra de extrema relevância.

O otimismo dos palestrantes e as múltiplas possibilidades de engajamento com o público soaram como música aos ouvidos da plateia. O mercado norte-americano se recuperou e equiparou o número de contratações de 2010 em relação a demissões da crise de 2008. A experiência do Dallas Morning News e New York Times mostrou que os leitores fiéis não se importam em pagar por conteúdo. As mídias sociais aproximaram jornalistas da comunidade e a produção local desperta cada vez mais interesse. Essa composição nos traz a certeza de que o jornalismo se fortalece nas crises, até mesmo na da sua própria indústria.

Mais sobre o evento nos links abaixo:
Simpósio internacional discute inovações
Assista aos vídeos dos painéis

As apresentações compartilhadas

Anúncios