Second Life morre no Brasil

Empresas como a Volkswagen criaram lojas virtuais. Mas a falta de retorno, fez muitas abandonarem seus perfis.

Empresas como a Volkswagen criaram lojas virtuais. A falta de retorno fez muitas abandonarem seus perfis.

Site de relacionamento que teve grande repercussão há dois anos quando chegou a o mercado brasileiro, o Second Life fechou as portas no país.

A Kaizen Games, desenvolvedora de games, e o portal IG, responsáveis por trazer o metaverso ao Brasil e por apoiar o lançamento, abandonaram o projeto nesta semana passada, sem muito alarde. O IG simplesmente não renovou seu contrato com a Linden Labs, responsável pelo mundo virtual.

Justificativa é que o site não “pegou” no Brasil. Second Life foi o queridinho da mídia tradicional e ganhou dezenas de matérias pela inovação, mas não chegou a se tornar popular entre os brasileiros. Em maio, teve acesso de 161 mil usuários brasileiros. No mesmo mês, o número de internautas chegava a 44,5 milhões no país.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s