Memória e os 50 anos da TV

Um homem sai de casa, caminha três quadras e quando olha para trás não lembra mais o ponto de partida. Esqueceu tudo, ficou sem referências. Esta metáfora foi utilizada pelo jornalista Sérgio Reis  para convencer estudantes de jornalismo do quão importante é conhecer o passado para encontrar um espaço no futuro das comunicações.

O jornalista exaltava o valor de estar presente na palestra sobre o cinquentenário da televisão no Rio Grande do Sul, promovida pelo Grupo de Pesquisa Comunicação, Economia Política e Sociedade (CEPOS), na Unisinos. O evento aconteceu em uma noite fria do outono, mas o miniauditório da Biblioteca Central estava tão cheio que ninguém precisou de um agasalho extra.

A televisão na década de 60

A televisão na década de 60

Pelo contrário, o jornalista Geraldo Canali, outro ministrante do evento, de tão empolgado e apaixonado pelo tema televisão chegou a reluzir com a transpiração.  Com um brilho no olhar, Canali contou que a televisão esteve presente em todas as fases de sua vida.

_ Eu nasci com a televisão. Quando meu pai foi me matricular no colégio, teve que pagar a taxa da televisão_ conta com bom humor.

Naquela época, anos 60/70 a televisão reunia família, amigos e até paroquianos, nos salões de igreja. Segundo Canali, a televisão teve fama de elitista, mas na verdade tinha o poder de popularizar e reunir as pessoas. 

Essa repercussão social que fez com que a TV Gaúcha saísse do ar por 24 horas quando Lauro Schirmer e sua equipe colocaram no ar uma reportagem sobre o monoquíni.

O episódio contado pelo também palestrante da noite arrancou risadas da platéia. A equipe de um programa popular da década de 60 o Show de Notícias decidiu levar ao vivo ao estúdio uma modelo vestindo o monoquíni_que era um biquíni unido por alças. O problema é que o modelo tapava pouco os seios da moça. Depois de ir ao ar, a televisão aqui no Estado sentiu a censura e o conservadorismo da sociedade.

Histórias como essas, vivas nas memórias destes três jornalistas, deveriam estar registradas em livros. Como Reis mesmo afirmou, é o passado que constrói o futuro.

Anúncios

Um comentário sobre “Memória e os 50 anos da TV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s